Blog

PREVENÇÃO: A Importância da Vitamina D em Nossa Vida

07/12/2016

Nosso corpo possui duas mil células diferentes, com receptores para vitamina D e isso, para qualquer leigo, é fácil de compreender a sua importância.
Nos meus 44 anos de formado atuando na área de Ortopedia e Traumatologia, eu sempre soube muito bem a importância da vitamina D para que ocorresse a fixação do cálcio nos ossos mas devo confessar que muito pouco eu sabia da imensa importância para a manutenção da saúde.
Há exatos 1 ano eu recebi de presente de uma paciente 2 livros sobre vitamina D. Como ela apresenta uma patologia séria e encontra-se em tratamento, em São Paulo, com o papa da vitamina D no Brasil, ela entendia mais de vitamina D do que eu.
É interessante que o médico quando é honesto e humilde tem muito a aprender com seus pacientes.
No ano passado fiz, pela primeira vez, uma dosagem de vitamina D e vi, pasmo, que ela estava ridiculamente baixa.
Dediquei-me, então, a ler tudo que podia sobre o assunto. Vejo, no consultório, que os pacientes que vem já em tratamento para deficiência de vitamina D, o fazem com doses insuficientes..
Vivemos, atualmente, uma pandemia de deficiência de vitamina D e, sem medo de errar, eu diria que 80% da população mundial apresenta valores insuficientes.
Existem apenas duas fontes de vitamina D: o sol, desde que as pessoas tomem sol, sem protetor solar, por 20 minutos entre 10;00 hs e 15;00 hs., depois disso, podem colocar quanto protetor solar desejarem.
Existe um trabalho muito grande da indústria para provocar pânico nas pessoas quanto ao câncer de pele e isto piorou muito a situação das pessoas no que se refere á proteção dada pela vitamina D.
Não tenho a menor dúvida hoje que eu tenho mais medo da falta de vitamina D do que o câncer de pele. Convém lembrar que a maioria dos melanomas ocorre em áreas que não estão expostas ao sol.
Quais os erros mais frequentes no manejo do tratamento com vitamina D?
- acreditar que , se o normal é entre 30 e 60, estando em 31 está bem
Os valore devem ser mantidos no nível mais alto
- receitar vitamina D em doses insuficientes
A dose diária deve ser de 10.000 UI que é exatamente o que 20 minutos no sol, sem protetor, entre 10 e 15 hs nos dá e a natureza não erra
- depois de atingir os valores dentro da normalidade, parar de usar a medicação
A não ser que nos mudemos para mais perto da linha do equador e fôssemos à praia todos os dias, os níveis séricos de vitamina D voltarão a cair.
Hoje sabemos que a vitamina D previne o câncer de mama, colon e próstata e que, com altas doses de vitamina D podemos melhorar muito a vida de pacientes com Esclerose múltipla, artrite reumatoide e várias doenças auto imunes.
Temos que nos perguntar porque no Rio Grande do Sul temos a maior incidência de câncer de mama e ninguém diz que é porque temos menos sol do que no restante do Brasil.
Como ortopedista tenho visto muitos pacientes que chegam ao consultório com dores em todo corpo, falta de disposição e deprimidos. Geralmente, chegam com diagnóstico de fibromialgia ou síndrome mio-facial, quando na verdade o diagnóstico é de osteomalácia (raquitismo do adulto), por deficiência de vitamina D, que provoca micro-fraturas que não são vistas em exames de imagem.
Estes pacientes melhoram após 2 a 3 meses de tratamento com vitamina D, em doses adequadas.
Recomendo a todas as pessoas que estão lendo este texto, que peçam aos seus médicos que solicitem uma dosagem de vitamina D. 80% irão deparar-se com um resultado surpreendente.
Portanto, deixo aqui a minha mais séria recomendação: em todo dia de sol, leve seu cachorro para passear por 20 minutos, mesmo que você não possua um.

ANTERIOR TODAS PRÓXIMA

O Que Dizem Nossos Pacientes

“Em 2007, procurei o Dr. Renato Slomka, para corrigir uma deformidade óssea na minha tíbia esquerda devido a acidente de trânsito sofrido em 1996. Eu tinha quase 4 centímetros de encurtamento e um desvio segmentar na tíbia. Após a consulta realizada com o Dr. Renato e uma série...”

maisVinícius André Margutti
15 de janeiro de 2011

Porto Alegre Health Care